O terapeuta Júlio Ganiko, nosso parceiro do SPA Urbano Julyo Ganiko, contou um pouco da história dele nessa quarentena.

É com muito prazer que venho compartilhar um pouco da minha história nesses dias de quarentena.

Como muitos sabem, sou acupunturista e gestor do SPA Urbano Julyo Ganiko. Minha rotina antes da quarentena era realizar atendimentos 4 vezes por semana em Guarulhos e 2 vezes por semana na zona sul de SP e ainda fazer a gestão das 5 unidades do SPA.

De repente tudo parou, tivemos que literalmente fechar tudo. Como se tivessem jogado poeira no ar… e a única coisa a fazer seria esperar a poeira baixar.

Trinta dias passados, voltei a atender com restrições, os casos de maior urgência. E como gestor me alinhei com a equipe para enfrentarmos da melhor maneira, causando o menor impacto possível nos lares de cada um.

Confesso que a adaptação ao novo cenário ocorreu de forma serena, pois logo entendi que estamos todos diante de algo muito maior do que aquilo que a humanidade poderia racionalizar.

Então estamos voltando, dando alguns passos para trás para aprender a dar um novo sentido à vida e tudo que ela nos proporciona.

Estou tendo a oportunidade de interagir com a equipe da GoSoft e isto está sendo uma  experiência incrível para mim, pois recebia muitos feedbacks positivos da minha equipe em relação a sinergia com os encontros mensais que realizávamos na GoSoft e eu sempre tive muita vontade de estar mais próximo, entendo que a quarentena me permitiu este presente.

Enfim, termino este meu relato inspirado na frase de um dos maiores espiritualistas que este planeta conheceu…

 “Só há duas maneiras de viver a vida: a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse milagre”. Albert Einstein.